2016/12/30


baby:
ao amor, a valentia dos heróis da ficção. todos os dias.

2016/12/26



baby:
se não nos elevar, todo embate será em vão.

2016/12/21

baby:
a suposta neutralidade do espaço não interfere na cena. nem nas emoções - inescapáveis a toda despedida.

2016/12/16


baby:
todos os dias, ele pedia para encontrar um amor. desses de verdade.

2016/12/11

baby:
o desprezo reside na composição da cena, no saldo torto da história, na inversão das imagens que até o espelho evita mostrar.

2016/12/06


baby:
o jeito sem jeito faz parte da cena. da coreografia atrapalhada das carnes. das palavras para sempre guardadas. da dor de não ficarmos juntos.

2016/12/02


nem precisa dizer nada. a presença dela explica tudo. até o meu não lugar do outro lado da mesa. de frente pra tu.