2014/12/31



baby:
dia a dia, eu sempre morro um pouco mais. com você. bon voyage.

2014/12/28


baby:
sempre foste das coisas essenciais. bastava existir — por mais que irreal.

2014/12/25



baby:
eu me repito. refaço o percurso. enfatizo a linguagem. emprego outros acentos  e, às vezes, até mínguo. no meu canto.

2014/12/21




baby:
é bom se apressar. ela o aguarda. com mais contas.

2014/12/18



baby:
talvez eu devesse desejar mais que um retângulo de papel couché cruzando o atlântico.

2014/12/15



baby:
é só comigo essa facilidade de dizer não?

2014/12/11


baby:
ainda não aprendi a criar cartuns. será que tenho futuro?

2014/12/08


baby:
só mesmo o amor para investir em caso perdido.

2014/12/06


baby:
a falta de verdade deu a volta na quadra e entrou aqui.

2014/12/03


baby:
uma companhia errada destrói qualquer destino.