2014/07/14



baby:
sou refém da incompreensão alheia, incluindo a tua. por isso, nada disso importa. as histórias, as brutalidades, as memórias que venho exterminando dia a dia.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home