2014/05/30



baby:
esqueça as margaridas. é o jardim que precisa delas.
 e do seu simbolismo real.

2014/05/26



baby:
fica frio. não há o que dizer entre nós quando os nós não foram firmados. nem no dia do meu aniversário.

2014/05/24



baby:
és mestre em me descartar. e, no dia seguinte, embaçar o que foi dito. como se eu quisesse ser a carpideira no exílio que elegeste pra si. cadê minha margarida?

2014/05/20


baby:
mais à frente no tempo, chegará o dia em que olharás para trás, marinero, e, enfim, verás o brilho da estrela. que tiveste en el bolsillo esquerdo.

2014/05/17


baby:
se eu mudasse meu destino num passe de mágica, talvez pudesse também trocar de carro com o marido e me sentir protegida. governada.

2014/05/12



baby:
a dureza das palavras revela o vazio com que preenches a vida.

2014/05/09


baby:
prefiro as mudanças possíveis. aquelas que não demandam pedidos ou renúncias. vamos fingir que a vida hoje ganhou um pouco de cor? não precisa temer, as tintas saem com água. depois de um banho frio.

2014/05/04


Липсваш ми.
precisava?
porque eu não esqueci. nem poderia. já que o meu, você sabe.
Честит рожден ден.