2014/04/15


baby:
é sempre a memória falha que fala. depois de esquecer sabendo que está esquecendo. as conversas densas e as rusgas fora de hora. os sabores inventados e os choros que adiaram fendas maiores.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home