2013/09/02

baby:
de tudo que pôde ser — e de tudo que morreu à espera de ser —, pra mim, ainda valeu. mesmo que eu não esteja a teu lado. mesmo que tenhas escolhido deixar sonhar — para alimentar sonhos que não os teus.

1 Comments:

Anonymous Anonymous said...

sempre bela nas palavras..
saudades de ler seus posts..
bjos, fÊ

9:45 PM  

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home