2013/03/08


baby:
dispenso tua covardia de viver — teu receio de amar e violar o que, um dia, foi importante.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home