2012/08/08

dear:
aquele bebê virtual se negou a vingar. abandonou o ventre, dispondo o vazio no lugar. e, assim, o bercinho hoje balança sem cria durante as canções de ninar. gasta tempo bailando sem voz. desafia a verdade enquanto erês escalam a cabeceira para devorar lembrancinhas & açoitar ingenuidades.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home