2012/06/12

dear:
minha solidão o inventou — para amar. afinal, não fomos namorados. não trocamos cartas. não nos abraçamos sentados no banco de cimento no meio da praça enquanto o sol cintilava no céu. e eu nem quis muito — aquela vida menos unplugged [de amores certos, verdades dispostas na mesa e olhares sem eixos deslocados para não ver].

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home