2011/11/04

baby: .
inviolável é meu universo — você. mas não sei se devo abrir a guarda. és reticente.desconfiado. duvidas sempre do que te ofereço como verdade. rebates o certo. e te recusas a enxergar o amor — ou o que falta nele —, enquanto associas a mim memórias que jamais me pertenceram.

0 Comments:

Post a Comment

Subscribe to Post Comments [Atom]

<< Home